sexta-feira, 3 de agosto de 2012

A Melhor Secretária do Mundo - Parte 3 (Final)

O despertador me acordou pontualmente às seis, mas eu estava muito cansado para desligá-lo ou assim pensava eu. Eu estava fechando a calça quando senti Marie me puxando para ela.

"Sonhei que era enorme. Que meu corpo se espalhava por todos os lados desta cama." ela sussurrou. Minha ereção era quase insuportável. "Não se preocupe, não vou fazer você esperar até que eu fique gorda assim. Só  o que eu quero é ser pelo menos tão gorda quanto seria se eu não tivesse "entrado naquela dieta estúpida." ela me assegurou.  Enquanto eu imaginava  como ela estaria gorda, Marie disse: "Eu estou morrendo de fome."
Fui até a cozinha para ela e peguei um bolo de café com cobertura ao extremo e voltei. Marie voltou do banheiro. Deus, ela parecia incrível. Sua barriga estava enorme e seus seios pareciam literalmente descansar sobre ela. Ela tomou o bolo da minha mão e deu uma mordida grande. Entre uma mordida e outra ela disse, "Deite-se". Eu deitei e com muito esforço ela subiu em cima e cavalgou-me como a um relâmpago até chegar a um orgasmo que  coincidiu com o último pedaço de seu bolo.  Ela caiu ao meu lado para descansar.

Mais uma vez meus pensamentos se voltaram para quão gorda ela teria sido. 100? 150? Eu iria ficar louco antes que ela chegasse a tanto? Entrei no banheiro para showerand notou uma nova entrada em sua tabela de peso semanal. A data de hoje lia-se 20 quilos a mais. Vinte quilos em um dia! A este ritmo, eu iria gozar em breve. Eu tomei um banhoe fiz o melhor que pude para fazer a barba com uma navalha feminina, não recomendo para aqueles com uma aversão à visão de sangue.

Marie ainda estava desmaiada quando eu saiu do banheiro com a minha cara ponteada com pequenos pedaços de papel higiênico. Eu queria e precisava de alguma roupa limpa, porém eu não queria sair mais, além disso havia o problema do que fazer com o escritório. Enquanto ela dormia, eu me arrumei e me vesti. Eu me sentei do lado dela na cama e beijei seus lábios . Ela abriu os olhos e sorriu.

"Eu preciso de algumas roupas limas para ir trabalhar.", disse.

"Não se preocupe com o escritório, Joyce está lá me substituindo ", disse ela. Quem diabos é Joyce?

"Eu a conheci no spa, há algumas semanas e ontem à noite quando você me deixou para ir às compras, eu liguei para ela e pedi-lhe para me substituir para que você não precisa-se se preocupar com o escritório. Então, por que você não me traz  um lanchinho para roer enquanto você estiver fora comprando algumas roupas limpas? "  ela acrescentou.

Fez sentido para mim, então eu trouxe uma torta de creme de chocolate, beijei-a como despedida antes de voltar para casa.  O caminho para casa foi longo e massante. Minha mente estava turva com as lembranças das últimas 24 horas. Eu tinha um negócio para administrar e uma vida para viver, mas eu não me importava com nada além de voltar a Marie tão rápido quanto possível  e entupi-la  de comida. Tudo que eu conseguia pensar era gastar cada segundo de cada dia enchendo Marie e vê-la se transformar em uma bola gigante de gordura pura. 

Enquanto fazia a mala, liguei para meu escritório. Joyce estava lá  atendendo o telefone. A única mensagem era do meu corretor da bolsa. Eu não queria retornar a sua ligação. Era sempre uma má notícia, mas eu lhe liguei. Ele estava tão animado que mal podia falar. O estoque de mina de ouro inútil que herdei de algum tio idiota estava se movendo e atravessando o telhado. Ele já estava falido quando veio  a notícia de que eles tinham feito uma grande descoberta. Eu tive que que me sentar.

De repente, eu estava bilionário. Estupefato eu disse: "Venda 100.000 em ações a cada quinze minutos até que tenha vendido tudo.Eu vou ligar para você as quatro horas para saber como você está indo." Então, eu caí de joelhos e agradeci a Deus.Lágrimas escorriam pelo meu rosto. Eu recuperei minha compostura, peguei minha bolsa e peguei o carro. No caminho de volta para Marie, eu parei no Godivashop e comprei uma caixa de peso especial com 30 de chocolates sortidos.  Antes de deixar a loja, liguei para um colega que tinha tentado comprar-me o escritório anos atrás.

Eu disse que ele poderia comprar por três mil por mês pelo resto da vida com dez por cento apenas de reajuste anual . Ele disse: "Você tem certeza? Irei pedir para meu advogado elaborar os papéis." Enquanto eu dirigia, eu calculava. Depois de pagar o Tio Sam, ainda restaria de US $ 150.000 por gastar por ano. Eu seria capaz de colocar mais de US $ 400 por dia na barriga de Marie. Deus, eu estava excitado. Foi uma curta viagem de volta para Marie e como eu esperava, eu a encontrei dormindo.

Eu beijei seu rosto enquanto eu segurava um chocolate nos lábios. Ela abriu a boca e disse: "Mmmm". "Quanto mais gorda você planeja ficar ?" Eu perguntei. Ela pensou por um momento e disse: "Eu não sei com certeza, mas eu sei que eu nunca vou parar de tentar não importa o quão gorda eu fique, desde que eu tenha você para me manter no ritmo." Eu dei a ela outro chocolate e ela começou a desabotoar minha camisa.

Um comentário: